6.8.05

F.A.I. - I.F.A.


"3) A constituição, nas zonas periféricas do capitalismo mundial, de uma laternativa prática internacionalista ao nacionalismo terceiro-mundista, no domínio da luta armada contra as forças repressivas, locais e mundiais.
A constituição, na base da articulação da acção directa e insurrecional das classes pobres e exploradas dos países atrasados e dominados, de amplas frentes revolucionária e armadas, em vastas áreas do globo (Américaa latina, por exemplo)."
(3º ponto do acordo de estratégia da FAI)
Fomos informados do que a polícia colombiana reprimiu brutalmente a Manifestação do 1º de Maio em Bogotá, tendo assassinado um jovemanarquista de 15 anos: NICOLAS DAVID NEIRA ALVAREZ.
Face a esta reprssão, o Movimento Libertário (M.L.) não se deve limitar a fazer meros protestos pacíficos. A repressão existente nas regiões latino-americanas, que são autênticas colónias do 4º Reich, além duma efectiva solidariedade internacional por parte do M.L., exige de facto, uma AUTODEFESA APROPRIADA, exige que os executores da agressão e seus mandantes ARQUEM COM AS CONSEQUÊNCIAS DOS SEUS ACTOS, PAGUEM CARO OS SEUS ACTOS REPRESSIVOS. O M.L., neste caso não deve tomar uma posição idêntica à assumida pelos trotsquistas portugueses do PSR, face ao cobarde assassinato de um dos seus militantes pelos Skins Nazis. Limitaram-se a chorar.
Na responsabilização da morte de Nicolas, não nos devemos esquecer de quem manda, efectivamente, na Colômbia, é a classe dirigente dos Estados Unidos da América. O referido assassínio, o assassínio de ecologistas no Brasil e outros factos similares vêm dar razão à FAI, mostram que a estratégia corresponde à situação existente. Na América Latina, como em outras áreas "subdesenvolvidas", de acordo com o que já disseram os irmãos Flores Magon, é necessário opor aos nacionalismos existentes uma FRENTE INTERNACIONAL ARMADA. Para derrotar o 4º Reich, é necessário uma OFENSIVA CONTINENTAL INSURRECIONAL, que se processe inclusive no seu território com a participação das vastas camadas sociais que, nos E.U.A., são discriminadas: negros, mexicanos,etc.
MORTE AOS ASSASSINOS DE NICOLAS!
VIVA A INSURREIÇÃO ARMADA!
VIVA A REVOLUÇÃO SOCIAL!
VIVA O COMUNISMO LIVRE!
23-5-2005 Grupo anarquista "Vermelho e Negro"- Federação Anarquista Ibérica

0 Comments:

Post a Comment

<< Home